segunda-feira, 28 de julho de 2014



O corpo de uma das seis vítimas de afogamento no Rio São Francisco neste final de semana foi encontrado no final da tarde desta segunda-feira (28). Ramon de Castro Lima, 15 anos, foi o quarto a ser encontrado morto. Ele é irmão de Derilto de castro Lima, 20, que também foi encontrado hoje.

Os jovens se afogaram na tarde deste domingo (27), no município de Serra do Ramalho, a cerca de 440 quilômetros de Salvador. Os corpos de César Augusto Souza Prado, 20 anos, e José Eudes Barbosa da Silva, 15, foram localizados ainda ontem. Rogério Pereira Machado, 15, e Dieison Andrade Silva, 16 anos ainda são procurados.
Segundo informações da delegacia do município, o grupo de seis jovens estava acampado no local para um retiro religioso que aconteceu durante o final de semana. Ao todo, cerca de 20 jovens estavam presentes no evento, no povoado de Passos. Todas as vítimas do afogamento moravam em Serra do Ramalho.
As buscas estão sendo realizadas por equipes da Marinha, Polícia Civil, Polícia Militar e da Guarda Municipal, além de pescadores da região. Nesta segunda-feira elas começaram logo pela manhã e devem ser encerradas com o pôr do sol, sendo retomadas amanhã caso os corpos de Rogério e Dieison não sejam encontrados ainda hoje.
Acidente
Ainda de acordo com a polícia, os jovens estavam brincando na beira do rio quando a bola caiu na água por volta das 12h. Um dos jovens entrou no rio para pegar o objeto e acabou sendo puxado pela correnteza.Sem saber nadar, outros jovens entraram na água para tentar resgatar o garoto. Um homem que estava no grupo ainda conseguiu resgatar a filha e outros jovens da água, mas seis acabaram se afogando.Correio


Casal é preso em tentativa frustrada de estourar caixa eletrônico em Riachão do Jacuípe

Outros dois comparsas que teriam montado os explosivos na agência conseguiram fugir


caixa de riachão
Agência da Caixa de Riachão é uma das mais novas da região / foto: Alana Adriele
Na madrugada deste domingo (27) bandidos tentaram explodir os caixas eletrônicos da agencia da Caixa Econômica de Riachão do Jacuípe, segundo informações da polícia, quatro pessoas estavam em um VW Polo, de cor preta, com placa de Recife-PE, KLP-1824, a Polícia Militar foi avisada e abordou o veículo estacionado na rua do Correio, dentro do carro estava um casal.
Tratava-se de Alexandre José Ferreira, de 29 anos e Eleandra Antonia de Lima, de 33 anos, não se sabe se estes são os verdadeiros nomes de ambos, pois os documentos apresentados podem ser falsos. No carro a polícia ainda encontrou diversos materiais para uso no crime, como explosivos, maçarico e ferramentas.
assaltantes - riachão
Interrogado, Alexandre revelou que dois comparsas seus já se encontravam dentro da agencia, a PM pediu reforço e rapidamente os policiais cercaram o banco, mas já era tarde, os dois que estavam no interior da agencia já tinham fugido, depois de alguns minutos os policiais, com apoio também da Polícia Civil, entraram na área interna da agencia e observaram que alguns explosivos já estavam posicionados para serem explodidos lá dentro.
Artefatos usados para arrombar caixas
Artefatos usados para arrombar caixas
O casal e todo material foi encaminhado para a cidade de Serrinha, onde foi lavrado o flagrante, a PM de Riachão segue fazendo rondas em busca dos dois foragidos, que ainda podem estar escondidos na cidade. Neste sábado (26) durante todo o dia a cidade contou com cerca de 50 policiais militares nas ruas, um reforço na tentativa de inibir os constantes roubos que vem acontecendo na cidade, mesmo assim não evitou o fato ocorrido na Caixa Econômica. Segundo eles, o que levou a escolha de Riachão, foi os rumores de ondas de roubos e falta de segurança na cidade.
Ads by PassWidgetAd Options
Dinheiro e celulares encontrados com o casal.
Dinheiro e celulares encontrados com o casal.
“Ouvimos falar que a cidade estava desprevenida, muitos roubos, e ninguém sendo preso, achamos que aqui estava fácil de agir, mas tivemos azar por que justo no dia da ação a cidade estava com reforço policial”, disse o acusado Alexandre.
O reforço policial que está na cidade com cerca de 50 policiais militares segue neste domingo (27), a PM não informou se o reforço continua na cidade durante esta semana. A tentativa de explodir os caixas do banco causou terror na população, muitos comentários nas redes sociais, de indignação, outros de medo, parentes que moram fora preocupados.
Redação CN * informações Hora da Verdade – Alana Adrielle / fotos internauta via WhatsApp

Promotoria ordena interrupçao de Festival de Prêmios em Ponto Novo e carros são incendiados por apostadores


O que era para ser apenas um Festival Beneficente de Prêmio acabou em quebra-quebra, carros incendiados e muita confusão em Ponto Novo, na tarde deste domingo (27).
Eram por volta das 16 horas, quando agentes da Polícia Civil informaram aos organizadores que a Promotoria tinha dado ordem de suspensão do Festival. A informação foi transmitida ao povo, dando início a uma grande confusão. Os agentes e os organizadores se retiraram da Praça e foram ao escritório da organização, deixando os apostadores furiosos.
IMG-20140727-WA0006
Mesmo com a promessa de que o dinheiro ia ser devolvido, xingamentos foram disparados contra do delegado, e a partir daí, o que se viu foram cenas de vandalismos e quebra-quebra: uma porta de um estabelecimento foi arrombada, os veículos da pemiação que estavam em frente ao palco foram virados, tiveram algumas peças quebradas e outras retiradas e, no fim, foram incendiados.
Apostadores viraram os veículos e depois atearam fogo (Portal Ponto Novo)
Mais de cinco mil pessoas se faziam presentes na Praça do Comércio, mas a grande maioria não se envolveu nas confusões. Reforço da Polícia Militar e até o Corpo de Bombeiros de Senhor do Bonfim foi solicitado, mas já chegaram no fim do tumulto. Ninguém foi preso.
O Festival foi organizado pela Equipe Astro, sob a coordenação de Vanderlon Mota. Após a confusão, ninguém foi localizado para falar sobre o assunto.
Da Redação
Portal Ponto Novo Fotos Facebook

sexta-feira, 25 de julho de 2014

MST ocupa fazenda Camapuã, no município de Baixa Grande


Por volta das 4h da madrugada desta sexta-feira, 25 de julho de 2014, o movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), ocuparam a Fazenda Camapuã, localizada no município de Baixa Grande.
A fazenda possui 2.600 aquietares de terra que segundo os ocupantes são terras improdutivas. A mobilização já conta com 250 famílias vindas de Baixa Grande e diversos municípios da região. 
Com gritos de luta os trabalhadores estão construindo barracos e plantando sementes de feijão. “Esperamos que o governo providencie um processo de negociações com o proprietário em defesa de que a terra seja distribuída para os trabalhadores”, comentaram Luciano Fernandes e Aldeoni Beltrão, dirigentes do MST Regional.
A Fazenda Camapuã, fica as margem da BA-052, entrada da fazenda Guarda Loro, sentido ao município de Mundo Novo, a cerca de 14 km da sede de Baixa Grande.
Fonte: www.baciadojacuipe.com.br

Ambulância de Mirangaba capota na BA 419


Nesta madrugada foi registrado um acidente envolvendo a ambulância do Município de Mirangaba, fato esse que aconteceu por volta de 2:00 da madrugada, na BA 419, estrada que liga Jacobina a Mirangaba, no topo da ladeira da entrada da cidade de Mirangaba. 
Haviam 4 pessoas  na Ambulância que vinham de Salvador, no momento do acidente todos estavam usando cinto de segurança e graças a Deus nada grave aconteceu com os passageiros, todos saíram ilesos.
A Policia Militar e a Guarda Municipal estiveram no local para prestar socorro e sinalizar o local afim de que se evite mais acidentes.
Erick Silva/Mirangaba Informa

O Tijuaçu abrange os municípios de Senhor do Bonfim, Filadélfia e Antonio Gonçalves.


O Território Quilombola de Tijuaçu, na Bahia, tem portaria de reconhecimento do Incra publicada, nesta sexta-feira (25), no Diário Oficial da União (DOU). A publicação significa o reconhecido pelo Instituto de que a área de 8,4 mil hectares, onde vivem 828 famílias, é um território quilombola.
O Tijuaçu abrange os municípios de Senhor do Bonfim, Filadélfia e Antonio Gonçalves, situados a 450 quilômetros de Salvador. Trata-se da área com maior número de famílias beneficiadas pelo Programa Brasil Quilombolas no estado.
A portaria de reconhecimento consolida o Território Quilombola de Tijuaçu como remanescente de quilombo e dá legitimidade ao conteúdo do Relatório Técnico de Identificação e Delimitação (RTID), publicado em 2010. É 12ª portaria publicada que favorece territórios quilombolas baianos.
Com o reconhecimento, o Serviço de Regularização de Territórios Quilombolas do Incra/BA inicia a elaboração do kit decreto, que reúne as documentações necessárias, para que a área de Tijuaçu possa ser decretada como de interesse social pela Presidência da República.
Com o decreto presidencial, o Instituto poderá iniciar o processo de arrecadação das terras públicas e obtenção de imóveis rurais e posses inseridos no perímetro. São 39 propriedades particulares e 37 posseiros.
História – O RTID do Tijuaçu conta que o povoamento do local começou com a chegada de Maria Rodrigues, mais conhecida como “Mariinha”, de origem Nagô que teria fugido de uma senzala em Salvador. Mariinha inicialmente se estabeleceu na região conhecida como Alto Bonito onde tinha uma visão estratégica da área. Mais tarde, ela teria casado com um homem de origem do Congo e deram início ao quilombo.
A oralidade e as tradições, como o samba de lata, são pontos fortes das comunidades que compõem o Território de Tijuaçu. Muitas histórias e costumes foram passados entre gerações. O samba da comunidade surgiu enquanto as mulheres caminhavam longos trechos em busca de água.
De acordo com relatório, é fácil identificar os moradores do Território de Tijuaçu. “Eles costumam ter um modo de vestir diferenciado com cabelos trançados. Utilizam torços, têm práticas lúdicas semelhantes e a religiosidade está ligada ao culto a São Benedito”, explica o documento.
Fonte: ASCOM INCRA
Policiais da CETO do 6º Batalhão de Polícia Militar realizaram prisão por receptação e adulteração de veículo roubado

  Rua José Pacheco, Bairro Gamboa, em Senhor do Bonfim, nesta quinta feira (24), às 23h45.
Quando os policiais realizavam ronda, um motociclista, ao avistar a viatura, tentou evadir-se, mas foi alcançado. A motocicleta Twister, de cor vermelha, apresentava lacre rompido e, em consulta ao sistema do Detran, os policiais constataram que o número do chassi correspondia a outro veículo, uma Moto Honda CG, de cor preta, placa OKJ6540.

O condutor Vagner Ramon Silva, 22 anos, juntamente com o veículo apreendido, foi apresentado na delegacia de Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante.
Senhor do Bonfim, 25 de julho de 2014.-

6° Batalhão de Polícia Militar